As necessidades nutricionais de um cão, desde cachorro a cão sénior

Publicado por
minutos de tempo de leitura

Quando adotou o seu cão, com certeza passou tempo a investigar e a falar com o seu veterinário sobre as suas necessidades nutricionais antes de escolher o alimento. Já sabe que não deve partilhar restos com o seu animal de companhia, mas sabia que à medida que o seu cão envelhece, as suas necessidades nutricionais também mudam? O alimento irá mudar à medida que o seu cão for crescendo, mas é importante que compreenda o que o seu melhor amigo precisa desde cachorro até à sua fase geriátrica.

Quais são as necessidades nutricionais de um cão?

Os nutrientes são substâncias que se obtêm dos alimentos e que funcionam como fonte de energia. Os cães adoram brincar com os seus tutores, mas precisam de energia para fazê-lo! Os nutrientes são essenciais para o crescimento do animal e podem ser considerados ferramentas para manter a excelente saúde do seu cão. Tal como o seu carro precisa de gasolina (e outro tipo de manutenção) para funcionar, também o seu cão precisa de um alimento para mantê-lo em atividade.

O seu cão precisa de diferentes nutrientes na sua dieta: proteínas, gorduras, hidratos de carbono, vitaminas, minerais e água. Escolher uma alimentação equilibrada que inclua todos estes nutrientes ajuda os cachorros a crescerem e os cães mais velhos a manterem-se saudáveis.

Cachorros recém-nascidos

Após o nascimento e durante as primeiras semanas, a nutrição completa dos cães provém do leite materno. No entanto, se a mãe estiver doente ou se a mãe não resistir, será necessário dar uma alternativa ao leite materno aos cachorros. O seu veterinário pode ajudá-lo a escolher um substituto, bem como a alimentar os cachorros recém-nascidos que não obtiveram leite materno.

Eventualmente, irão iniciar o processo de desmame e irão mudar a sua alimentação para alimentos sólidos. Para iniciar o processo de desmame, comece por retirar a mãe da ninhada durante curtos períodos de tempo. Enquanto a mãe está ausente, introduza alimento para cachorros num comedouro. Aumente gradualmente a quantidade de tempo que a ninhada está exposta ao seu próprio alimento. Encoraje-os, mas não force.

Cachorros jovens

Uma vez terminado o processo de desmame, os cachorros receberão toda a sua nutrição do alimento, por isso não se esqueça de escolher algo que não só seja delicioso, mas também saudável. Os cachorros requerem e gastam muita energia, pelo que as necessidades nutricionais dos cães jovens incluem o aumento de proteínas para favorecer um crescimento saudável. Além disso, os cachorros podem precisar entre três a quatro refeições mais pequenas por dia, transitando lentamente para duas refeições maiores por dia. Fale com o seu veterinário sobre o melhor regime alimentar para o seu cachorro para garantir que está a receber a nutrição diária adequada.

No início, é natural que os cachorros brinquem com o alimento. Enquanto a alimentação pode começar como um jogo, os cães jovens apreciarão o sabor, e aguardam ansiosamente os sabores e as sensações da mastigação. Pode ajudar humedecer ligeiramente o alimento seco para que o seu cão se sinta à vontade para mastigar.

Jack Russell Terrier puppy eating out of a silver dog food bowl.

Cães adultos


A maioria dos cães alcança a etapa de vida adulta em torno do primeiro ano, por isso é importante transitar para um alimento para cães adultos durante este período. Um alimento para cães adultos baseia-se no seu tamanho e nível de atividade. Se tem alguma dúvida sobre a quantidade de alimento que deve dar ao seu cão, o melhor a fazer é consultar o seu veterinário, mas nunca alimente o seu melhor amigo em excesso. Nesta etapa da vida, os cães precisam de uma nutrição de manutenção. Sendo assim, um cão extremamente ativo e um mais preguiçoso têm diferentes necessidades nutricionais. Além disso, um cão maior requer mais alimento na sua dieta do que um cão de raça pequena.  Depois de escolher o tipo de alimento mais adequado para o seu cão, lembre-se de que outros elementos, como a temperatura, provocam alterações na dieta do seu animal. O calor ou frio extremos irão consumir mais energia do seu cão, que terá de compensar com a sua dieta. Além disso, uma alteração nas suas atividades, como o início de um regime de exercício, irá alterar a quantidade ou o tipo de alimento do seu animal de companhia.

Dado que os cães adultos não precisam dos mesmos nutrientes para crescer do que os cachorros, o melhor alimento para o seu cão adulto é aquele especialmente formulado para as suas necessidades. Por exemplo, os produtos Hill's Science Plan são especificamente formulados para satisfazer as necessidades de um cão adulto ativo. Continuar a alimentar o seu cão adulto com alimento para cahorros, quanto já alcançou o seu tamanho máximo, pode provocar problemas de peso, já que o alimento para cachorros costuma ser rico em nutrientes para crescimento.

Cães com mais de 7 anos

Uma fase frequentemente negligenciada na vida de um cão diz respeito os seus anos mais maturos, normalmente entre os sete e os 12 anos. Apesar de o seu cão ainda ter muita energia e provavelmente não ter qualquer problema em brincar e exercitar-se consigo, poderá notar que começa a abrandar um pouco e as suas sessões de brincadeira já não são tão longas como costumavam ser. A este respeito, os cães não são diferentes dos humanos. Tal como nós abrandamos com a idade, também os cães abrandam, por isso é vital dar-lhes alimentos que satisfaçam as suas necessidades de adultos. Uma vez que o seu cão abrandou nesta fase da sua vida, precisa de mais nutrientes dedicados à manutenção saudável dos órgãos, ossos e músculos. Um alimento formulado para as suas necessidades nesta idade irá mantê-lo jovem e ativo. 

Mesmo que o seu cão não tenha começado a abrandar, o seu corpo precisa de nutrientes vitais para que possa sentir-se jovem e ativo. Experimente produtos como Hill's Science Plan Mature Dog, especialmente formulados para melhorar a habilidade diária. Escolher a nutrição adequada pode ajudar a aumentar a sua atividade, interação e mobilidade à medida que envelhece.

Se não está seguro em que momento do ciclo da vida se encontra o seu cão, consulte este recurso útil relacionado com o envelhecimento dos animais de companhia. Aqui pode comparar a idade do seu cão com a dos humanos, bem como compreender melhor os sinais de envelhecimento a que deve prestar atenção à medida que o seu companheiro envelhece.

Cães sénior

Geralmente, um cão alcançará a fase sénior quando alcança os 11 anos. Mas, uma vez mais, tal pode variar de acordo com o seu tamanho ou a sua raça. Os cães maiores tendem a alcançar esta fase mais rápido do que os cães pequenos, devido ao stress a que está sujeito o seu corpo enquanto raça grande. À medida que o seu cão envelhece, o seu corpo e as suas necessidades nutricionais voltam a sofrer alterações. Haverá alterações metabólicas e imunológicas que requerem a alteração da dieta do seu cão. Todos os cães são diferentes, por isso certifique-se de perguntar aquando da controlo anual se já alcançou ou está em vias de alcançar a idade sénior.

Um alimento para cães sénior será formulado para ajudar a manter as suas funções corporais normais. O metabolismo costuma desacelerar de forma significativa, pelo que os cães sénior não precisam de um alimento rico em calorias. Além disso, a Hill's elabora alimentos especialmente formulados para favorecer a mobilidade saudável, que pode ser um problema para os cães maiores. Se está preocupado com a saúde do seu cão à medida que envelhece, consulte um veterinário para o ajudar a selecionar o melhor alimento que satisfaça as necessidades do seu cão sénior.

Responder a necessidades especiais

Lembre-se: as necessidades nutricionais de um cão podem mudar a qualquer momento da vida do seu animal de companhia, independentemente da sua idade. Se o seu veterinário recomendar alterar a dieta do seu animal de companhia, certifique-se de que segue as suas instruções, e lembre-se que deve sempre realizar uma transição gradual de cada alimento para evitar problemas digestivos.

Escolher o alimento para cada etapa de vida

Além do alimento, não se esqueça de manter sempre água fresca e limpa à disposição do seu cão.

Mais uma nota rápida sobre as dietas nutritivas. É fácil querer mimar o seu melhor amigo com biscoitos e snacks. No entanto, não se esqueça de partilhar biscoitos saudáveis para cães na hora do treino. Os biscoitos para cães não devem constituir mais de 10% da sua dieta.

Decidir a alimentação do seu cão não deve ser uma escolha difícil. Se precisa de ajuda para decidir entre as várias opções que tem à sua disposição, filtre primeiro as opções tendo em conta a faixa etária do seu cão. De seguida, consulte o seu veterinário para mais observações nutricionais. O veterinário terá em conta a raça, o tamanho e a energia consumida para ajudá-lo a tomar a melhor decisão.

Biografia da autora

Erin Ollila

Erin Ollila

Erin Ollila é uma entusiasta de animais de companhia que acredita no poder das palavras e como uma mensagem pode informar, e até mesmo transformar, o seu público-alvo. Os seus textos podem ser encontrados na internet e na imprensa. Siga-a no Instagram @ErinOllila ou obtenha mais informações em http://erinollila.com.

 

Artigos relacionados

  • Alimentos de natal que deve evitar dar ao seu cão

    O Natal é um momento para compartilhar com o seu melhor amigo, porém é fundamental saber com o que é que podemos recompensá-lo. Existe muitos alimentos que podem fazer mal ao seu cão e como sabemos que não o quer ver a vomitar durante a noite de natal (ou outro momento) vamos mostrar quais os alimentos que deve evitar compartilhar com ele. Porém, isto não significa que a diversão tenha terminado! Pode sempre ler algumas receitas caseiras para premiar o seu melhor amigo.
  • Água

    A água é o nutriente mais importante e essencial à vida.
  • Em que momento o meu cachorro se torna num cão adulto?

    O seu cachorro está a tornar-se adulto? Pode ser difícil de saber.
  • Conselhos para o seu cão não pedir comida

    Dogs running Este comportamento resulta geralmente do fornecimento de remanescentes da sua mesa ou de lhe dar muitos biscoitos. Esses hábitos não apenas aumentam o risco de obesidade, mas também incentivam o desenvolvimento de comportamentos ambiciosos.