Por que motivo deve o seu cão fazer exercício

Published by
min read

Tal como os humanos, os cães sofrem cada vez mais de obesidade. A Association for Pet Obesity Prevention estima que 54% dos cães têm excesso de peso. Os cães que têm alguns quilos extra podem ser mais suscetíveis a determinadas condições, como artrite. Por isso o exercício para os cães não é só uma atividade divertida para o seu amigo peludo, é também uma necessidade para manter o seu patudo em forma.

Exercitar o seu cão também o mantém feliz! Os cães que gastam energia regularmente têm menor probabilidade de apresentar comportamentos destrutivos e para chamar a atenção, como roer, ladrar continuamente e morder. Também se sentem mais ligados a si, estreitando a ligação entre o tutor e o cão.

Agora que está suficientemente motivado(a) para saírem os dois do sofá, vamos falar sobre os tipos de exercício certos para o seu cão.

Necessidades diferentes em fases diferentes da vida

Long-haired black dashchund running in a park with all four paws in the air.

As necessidades de exercício de um cão jovem em comparação com um cão sénior são obviamente diferentes. Um cão jovem é um ser com uma energia adorável que consegue ter brincadeiras aparentemente intermináveis de jogar à apanhada, correr em círculos no parque para cães ou perseguir alegremente as crianças à volta do quintal durante uma tarde inteira. Um cão sénior, por outro lado, poderá preferir caminhadas em vez das corridas que costumava adorar. Mas um cão sénior continua a precisar de exercício. Tal como os humanos, os cães seniores precisam de exercício para ajudar na mobilidade, manter um peso saudável e permanecerem mentalmente estimulados. Esteja atento a como a atividade física afeta um cão sénior, logo após o exercício. Se o seu cão aparentemente sofre de dores nas articulações ou de artrite, fale com o seu veterinário sobre como minimizar o seu desconforto enquanto fazem exercício. Nadar, por exemplo, é um exercício que permite que o seu cão se mova sem sobrecarregar as articulações. Além disso, se fizer longas caminhadas, certifique-se de que leva água consigo para o manter hidratado e que faz as caminhadas próximo de locais de paragem caso o seu cão esteja cansado. Se observar que está com dificuldades, pare e descanse.

Conheça as necessidades e limitações do seu cão

A ideia de exercício saudável para os cães varia de acordo com as raças e tamanhos dos cães. O Dr. Marty Becker, DVM, realça como as necessidades e capacidades diferem de cão para cão. Tenha estas sugestões em conta da próxima vez que sair com o seu patudo para se divertirem.

  • Os cães com focinho curto, como o pequinês e o bulldog, não têm muita tolerância para o exercício e podem aquecer demasiado, ou até mesmo morrer, em caso de esforço extremo. Caminhar é frequentemente o melhor exercício para eles. De igual forma, nadar não é adequado para muitos cães com focinho curto.
  • Cães com dorsos longos e patas curtas, como o corgi e o dachshund, têm tendência a sofrer lesões no dorso. Isto significa que apanhar Frisbees® não deve estar na sua lista de diversões se tiver uma destas raças. Outras lesões são comuns em raças específicas, por isso tenha o pedigree e as características físicas do seu cão em consideração quando escolher uma atividade.
  • Além disso, esteja ciente do tipo de exercício característico da raça do seu cão. Os retrievers, por exemplo, são criados para apanhar objetos e nadar, por isso, muito provavelmente vão gostar de se atirar para um lago ou brincar ao "busca" durante horas. Os galgos ingleses, por outro lado, são criados para curtas corridas de velocidade. Adoram correr, mas após um curto treino intensivo, provavelmente estão prontos para uma soneca. Os cães de pastoreio são criados para orientar o rebanho, por isso tenha isto em consideração quando organizar exercícios divertidos para o seu cão desfrutar.
  • Qual é o comprimento e espessura do pelo do seu cão? Um cão com um pelo espesso, como um akita ou pastor-alemão, poderá aquecer em excesso no verão mais rapidamente do que um cão com pelo fino e curto. No entanto, um cão com pelo fino e curto, como um boston terrier ou boxer, terá menor tolerância ao tempo frio.

Não tem a certeza que tipo de exercício é o mais adequado? A Prevention Magazine oferece um guia útil sobre os diferentes exercícios para as diferentes necessidades de cada raça de cão.

A escolha do alimento também é importante

Tal como os humanos, o tipo de alimento que come um cão pode afetar o seu nível de energia. Os alimentos Hill's ajudam ainda os cães com problemas de saúde que possam condicionar o exercício físico. Fale com o seu veterinário sobre o alimento adequado para o seu cão ao longo das fases da sua vida.

Também deve garantir que o seu cão mantém um peso saudável à medida que envelhece. Ser obeso ou ter excesso de peso pode agravar problemas físicos e até mesmo diminuir a esperança de vida do cão. Se o seu cão precisa de perder alguns quilos, considere um alimento que tenha menos calorias e que se destine ao controlo do peso.

A água também é essencial para o exercício. Certifique-se de que o seu cão se mantém hidratado antes da atividade física. A falta de água pode provocar um sobreaquecimento muito rápido, provocando problemas de saúde.

Comece devagar e vá aumentando

Se estiver a começar um novo plano de exercícios com o seu cão, certifique-se de que não exagera. Tal como com a sua família humana, os cães precisam de tempo para desenvolver resistência. Também deve consultar o seu veterinário antes de começar um novo plano de exercícios, ele poderá aconselhar sobre como começar e que tipo de plano de refeições o seu cão deve manter. Além disso, preste atenção à forma como o seu cão se sente durante e após o exercício. Esteja ciente, por exemplo, do quão quente está o dia e que o cimento e o asfalto podem ser agressivos ou queimar as patas do seu cão.

Os benefícios do exercício para os cães são imediatos e de longa duração. O seu companheiro peludo é importante para si, e mantê-lo em boa forma física irá ajudá-lo a viver uma vida longa, feliz e saudável. Agora, pegue na trela, leve alguma água e um saco para dejetos e siga!

Biografia do autor

Kara Murphy

Kara Murphy

 

Kara Murphy é uma escritora independente que reside em Erie, na Pensilvânia e é tutora de um adorável gato chamado Olive.

 

Artigos relacionados