Tratamento de um cão com uma fratura de um membro

Publicado por Jean Marie Bauhaus 
minutos de leitura

É horrível ver o seu cão com dor. Coxear, ganir, ladrar e outros sinais de que o seu cão estará a sofrer, farão com que tome medidas para confortá-lo e aliviar a sua dor naquele momento. Contudo, se o membro estiver fraturado, tentar examinar ou tratar a lesão por conta própria poderá piorar o estado do seu animal de companhia. Um veterinário pode determinar melhor a gravidade da lesão e determinar se o membro fraturado precisa de tratamento.

Sinais clínicos de uma fratura

As lesões nos membros de um cão são simples de identificar, se o seu cão estiver a coxear ou se recusar a andar. Mas esses sinais por si só não indicam necessariamente uma fratura num membro. De acordo com os hospitais da VCA, outros sinais de que o membro do seu cão pode estar fraturado incluem dor intensa, inchaço no local da fratura e a posição do membro num ângulo anormal. Se o seu cão estiver disposto a andar, ele não colocará o membro que tem a fratura no chão. Se suspeitar que o seu cão possa ter um membro fraturado ou outra lesão grave, é melhor levá-lo ao veterinário imediatamente, em vez de tentar examinar ou tratar a lesão por conta própria.

Transporte do cão

'Transportar o seu cão para o veterinário pode ser complicado. Se não for feito corretamente, pode piorar a lesão e causar mais dor no seu cão. Se o seu animal de companhia for pequeno o suficiente, leve-o com cuidado até ao carro, colocando as mãos na cabeça e na anca. Se tem um cão maior que tem a capacidade de andar com os membros não afetados, ajude-o a equilibrar-se enquanto caminha até ao carro, onde precisará ajudá-lo a subir. Se, por outro lado, não tiver capacidade para se movimentar, deve pedir ajuda a uma outra pessoa para colocá-lo sob uma manta e carregá-lo como uma tipóia. Quando o cão estiver no carro, coloque-o sob o lado não afetado. Quando chegar ao veterinário, deve informar que tem um cão com uma lesão, para que lhe possam proporcionar toda a ajuda necessária.

Deve lembrar-se de que, quando lesionados, os cães podem ficar assustados ou sensíveis à dor. Isso pode fazer com adotem um comportamento de defesa e manifestar um comportamento agressivo para evitar que alguém se aproxime da região afetada. Deve ter sempre em mente que ele demonstra este comportamento devido à dor que está a sentir. Se o seu cão já tiver um comportamento agressivo, pode ser necessário pedir ajuda para fazer a sua contenção e possivelmente colocar um açaime. Tente sempre usar uma voz tranquila para que se mantenha calmo. Quando ele estiver em recuperação, provavelmente já não terá essa postura. Se mantiver esse comportamento deve pedir ao veterinário para verificar que não existem outros problemas de saúde subjacentes que precisam ser tratados

Tratamento de fratura de um membro

De acordo com o Healthy Paws Pet Insurance, o veterinário fará um raio-X do membro afetado para confirmar que está fraturado e posteriormente determinar qual é o tratamento adequado. Pode ser necessário administrar - um medicamento anti-inflamatório não esteróide - para aliviar a dor. Não deve tentar aliviar a dor do seu animal de companhia por conta própria, pois existe diversos medicamentos destinados à saúde humana que não são benéficos para cães. Quando ligar para o veterinário, pode perguntar se há algo que pode fazer para ajudar a aliviar até lá chegar. Se o membro estiver realmente fraturado, o veterinário dir-lhe-á se é necessário apenas colocar gesso ou uma tala, ou se a cirurgia é a única opção. Existe vários fatores que irão determinar qual o tratamento mais adequado, nomeadamente o tipo e a localização da fratura e a idade do cão pelo crescimento ósseo.

Prevenção das lesões

Dog with broken leg in a cast lies on a yellow blanket in the snow.Embora não haja muitos primeiros socorros práticos para cães que possa aplicar na fratura de um membro, existem algumas etapas que pode seguir para se preparar para uma emergência como esta:

  • Tenha o contacto telefónico do veterinário onde vai regularmente e de um hospital veterinário, para que consiga contactar numa urgência.

  • Coloque um açaime no focinho. Até os cães mais carinhosos tendem a morder quando sentem dor.

  • Se o seu cão for demasiado grande para transportar ou se não tiver um veículo onde o possa transportar, defina uma pessoa que possam sempre pedir ajuda.

  • Tenha um seguro para animais de companhia, que cobra os custos do tratamento.

Se suspeitar que o seu cão está com um membro fraturado, é importante manter a calma. Se entrar em pânico, fará com que o seu cão fique ansioso e com medo de estar a sentir dor. Quanto mais rápido a lesão for examinada e avaliada por um veterinário, maiores serão as hipóteses do seu cão ficar bem.

Cuidar do seu cão durante o processo de recuperação

Depois do veterinário avaliar o problema e determinar se o membro está realmente fraturado, ele dar-lhe-á instruções do que deve fazer para ajudá-lo no processo de recuperação. Dirá quais os medicamentos que ele deve tomar e como administrá-los, dará instruções sobre como evitar que seu cão caminhe sob o membro afetado, pois isso poderá agravar a lesão. Certifique-se de seguir as instruções à risca, para ajudar o seu cão a recuperar-se o mais rapidamente possível. Se tiver de deixar o seu cão em casa por um longo período de tempo (ir para o trabalho, por exemplo), convém mantê-lo num canil ou numa sala pequena o suficiente para que ele se sinta confortável, mas que não tenha a tentação de andar. O uso do colar isabelino é frequentemente recomendado pelos veterinários para impedir que ele mexa na zona lesionada.

Ele vai precisar da sua ajuda para urinar e defecar. O aumento do peso corporal durante a recuperação é muito comum neste tipo de casos devido à incapacidade física. O veterinário pode recomendar uma ração específica para acelerar o processo de recuperação deste tipo de lesões, adequada para animais com redução da atividade física temporária. Poderá também ser recomendado a redução da quantidade diária de alimento do seu cão, por forma a não aumentar o seu peso corporal e não colocar o peso todo sob o membro afetado. Oferecer-lhe biscoitos também não é adequado, porque ele não tem capacidade de eliminar essas calorias extras como antigamente. Deve apenas recompensá-lo quando ele tem um bom comportamento.

Quando o processo de cicatrização se iniciar o seu cão sentir-se-á muito melhor, e o gesso e os pontos podem ser removidos, porém é necessário ainda ter alguns cuidados. Siga as instruções fornecidas pelo veterinário em relação aos passeios e às brincadeiras. Não quer que o membro afetado piore. Com o passar do tempo, começará a perceber que o seu cão está a sentir-se como antigamente, até no seu temperamento. Quando o veterinário autorizar, pode começar a exercitá-lo novamente para tentar reduzir todo o peso que ele possa ter ganho enquanto esteve inativo.

Uma fratura num membro nunca é bom para ninguém, e pode ser tão difícil para si ver o seu melhor amigo com dor quanto para ele. Lembre-se de seguir os conselhos do veterinário e continue a dar-lhe amor constantemente, por forma a criarem uma ligação ainda amais forte.

Contributor Bio

Jean Marie Bauhaus

Jean Marie Bauhaus

Jean Marie Bauhaus é uma autora de ficção, escritora e editora freelancer que mora em Tulsa, Oklahoma. Ela escreve frequentemente sobre animais de companhia e a saúde dos animais no escritório da sua casa, juntamente com os seus melhores amigos.