Cuidados oculares em gatos: Reconhecer e Prevenir 6 problemas oculares nos gatos

Publicado por Jean Marie Bauhaus
minutos de leitura

O seu gatinho está constantemente a piscar os olhos para si, e reparou que coça os olhos. Na época das alergias é normal surgir ardor e comichão nos olhos. Será que o seu gatinho está apenas com alergias ou há algum problema mais sério? Os cuidados oculares são fator importante na saúde geral do seu gato, e compreender os problemas oculares que podem surgir nos gatos podem ajudá-lo a evitar complicações sérias na visão do seu gato.

Embora os gatos não sejam tão suscetíveis a problemas oculares quanto os cães, quando os gatos desenvolvem problemas oculares, geralmente são crónicos, segundo o Animal Eye Care. Seguidamente abordaremos 6 problemas oculares que podem surgir nos gatos:

1. Conjuntivite

A conjuntivite (também conhecida como "olhos vermelhos") ocorre quando a membrana mucosa que reveste a parte externa do globo ocular e a parte interna da pálpebra fica inflamada. Tal como nos humanos este problema ocular é altamente transmissível, nos gatos, porém apenas ocorre entre gatos

  • Causas: segundo a Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Cornell, a conjuntivite resulta geralmente de uma doença respiratória superior causada por um vírus ou uma infeção bacteriana.
  • Sinais e sintomas: o sinal mais comum é o lacrimejar constante. A secreção ocular pode ser clara ou cinza, amarela, verde ou até um vermelho escuro enferrujado. A parte interna do olho pode estar inchada e/ou vermelha, e pode afetar tanto um olho como ambos. Outros sinais de doença respiratória superior, como espirros ou secreção nasal, também podem surgir.
  • Tratamento: Normalmente, a conjuntivite é tratada com antibióticos tópicos sob a forma de gotas ou pomada. Se houver uma doença respiratória superior, o veterinário também pode recomendar outros tratamentos. Um tipo de infeção que geralmente está relacionado com o problema ocular é o FHV-1, ou Herpesvírus Felino. Se está for a causa, o veterinário poderá prescrever tratamentos adicionais para controlar esse vírus e evitar que surja novamente.

2. Infeções oculares adicionais

A conjuntivite não é a única infeção ocular que pode surgir no seu gato. Existe outras infeções oculares comuns em gatos. Geralmente estão relacionadas com uma infeção respiratória superior que causa danos na visão. As infeções oculares são ou não contagiosas dependendo da causa subjacente da infeção

  • Causas: as infeções oculares podem ser causadas por vários microrganismos, incluindo bactérias, vírus, fungos e parasitas.
  • Sinais e sintomas: comichão e estrabismo são os sinais mais comuns de que o seu gato pode ter uma infeção ocular. Outros sinais que podem aparecer são os olhos vermelhos e inchados, secreção ocular, e ainda espirros e corrimento nasal.
  • Tratamento: Normalmente, o seu veterinário irá começar por tratar a infeção subjacente que está a causar o problema ocular. Quando as infeções são ligeiras é comum o tratamento médico focar-se nos sinais clínicos que o animal apresenta, nomeadamente repouso, limpeza das secreções oculares, uma dieta saudável e manter o animal sempre hidratado. Por outro lado, quando as infeções são graves, o tratamento baseia-se em colocar pomadas tópicas ou colírios, e possivelmente, também, antibióticos sistémicos.

3. Irritação

Embora os gatos geralmente não sofram de alergias que provoquem olhos lacrimejantes e comichão, existe fatores ambientais que causam os mesmos efeitos que as alergias provocam.

  • Causas: no caso dos gatos, os olhos irritados podem resultar de fragrâncias fortes, como perfumes, produtos químicos de limpeza, fumo de tabaco e poeiras. Praticamente tudo o que entra no olho do seu gato pode causar uma irritação ocular.
  • Sinais e sintomas: sinais de desconforto, como comichão e estrabismo, bem como olhos vermelhos e secreções oculares.
  • Tratamento: se estiver confirmado que é mesmo uma irritação ocular que está a causar todos os sinais que o seu gato apresenta, tente lavar os olhos com uma solução de limpeza ocular. No entanto, como os sinais de irritação são quase idênticos aos das doenças mais graves, é melhor consultar o seu veterinário caso note algum sinal de desconforto ocular. Se souber o que está a causar o desconforto ocular no seu gato é importante removê-lo da sua casa.Veterinary placing a few drops of eye drops cat

4. Úlceras na córnea

Um problema ocular potencialmente sério, as úlceras da córnea são feridas abertas na superfície do olho, com uma aparência opaca na zona afetada o olho.

  • Causas: As úlceras da córnea podem resultar de lesões oculares, olhos constantemente secos ou anomalias anatómicas. Também podem resultar de infeções oculares, especialmente aquelas que não foram tratadas.
  • Sinais e sintomas: Além da opacidade na zona afetada, os sinais de úlceras na córnea incluem comichão e estrabismo, dor significativa nos olhos, olhos vermelhos e secreções oculares.
  • Tratamento: o tratamento das úlceras ligeiras baseia-se no tratamento da causa subjacente, contudo o seu veterinário também pode recomendar o uso de antibióticos sob a forma de pomadas ou gotas e outros medicamentos para aliviar a dor que o seu gato está a sentir. Úlceras que afetam não só a superfície, mas também a profundidade do olho podem necessitar de cirurgia. Com o tratamento adequado, as úlceras na córnea geralmente têm tratamento, mas, se não forem tratadas, podem resultar em cegueira permanente e até desfiguração.

5. Glaucoma

Esta condição resulta da pressão ocular provocada pela acumulação de uma grande quantidade de fluídos oculares. O glaucoma é um problema ocular sério que deve ser tratado o mais rapidamente possível, para evitar cegueira ou degradação acentuada do campo de visão.

  • Causas: existe vários fatores que podem impedir a drenagem do fluído ocular, levando à acumulação de líquido que causa o glaucoma. Podem surgir devido a anomalias anatómicas, infeções oculares, inflamação, trauma ocular e tumores. Alguns gatos têm predisposição genética para este problema, e quando possuem é muito comum que ambos os olhos sejam afetados.
  • Sinais e sintomas: Gatos com glaucoma geralmente apresentam sinais de dor significativa, que podem incluir comichão e estrabismo, isolarem-se, bocejar ou lacrimejar. Os olhos podem parecer estar nublados, ter secreções ou estar vermelhos. Em casos graves, o próprio globo ocular pode parecer inchado.
  • Tratamento: Se suspeitar que o seu gato tem glaucoma, deve levá-lo imediatamente ao veterinário. Quanto mais cedo o fluido for drenado para aliviar a pressão ocular, maiores serão as hipóteses de salvar o olho. Em casos leves, o glaucoma resolve-se assim que a causa subjacente seja tratada, contrariamente aos casos mais graves que pode exigir um tratamento médico contínuo para evitar a acumulação de líquido. Se o caso for muito grave, pode ser necessário remover o olho.

6. Cataratas

Uma catarata é uma zona opaca que se desenvolve na lente ocular, impedindo que a luz alcance a parte posterior do olho, o que resulta na perda parcial da visão e, em alguns casos, cegueira.

  • Causas: Embora a catarata possa ser simplesmente resultado do envelhecimento, ela também pode ser causada por diabetes mellitus ou por inflamação da úvea ocular. A catarata também pode resultar de um choque elétrico ou exposição a radiações ou substâncias tóxicas. Também podem ser um indicativo que o animal está com níveis baixos de cálcio.
  • Sinais e sintomas: Uma catarata dará aos olhos uma aparência esbranquiçada e opaca. As cataratas normalmente não são visíveis, somente se estiverem desenvolvidas o suficiente para prejudicar significativamente a visão. Neste caso, o seu gato pode mostrar sinais de perda de visão, como ir contra a objetos ou mexer-se lentamente, especialmente se houver pouca luz. Se as cataratas surgirem pelo animal ter diabetes mellitus, o seu gato pode manifestar outros sinais clínicos como perda de peso, sede excessiva e micção frequente.
  • Tratamento: deve consultar um veterinário para verificar se há alguma outra causa, que não a idade, e nesse caso deve ser tratada separadamente. Quanto às cataratas, existe a opção de realizar uma cirurgia pode remover as cataratas e restaurar a visão, ou pode descobrir que o seu gato adapta-se bem à perda de visão, no entanto convém mantê-lo em ambientes fechados e longe de situações perigosas.

Cuidados oculares em gatos

Se o seu gato tem algum sinal que sugira que ele tem um problema ocular, é melhor consultar um veterinário imediatamente. A grande maioria dos problemas oculares partilham os mesmos sinais clínicos, sendo impossível fazer um diagnóstico sem o animal ter realizado um exame físico. Tentar adivinhar qual é o problema ou esperar que o problema desapareça por si pode ser um desperdício de tempo, e consequentemente crucial para salvar o olho do seu gato em problemas oculares mais sérios. Independentemente do seu gato mostrar algum sinal de problema ocular, um bom exame oftalmológico pode ajudar a impedir que esses problemas se desenvolvam. Dar ao seu gato um alimento de elevada qualidade à base de carne, manter a vacinação atualizada, manter o seu gato dentro de casa e limitar o seu contacto com outros gatos que podem estar afetados, e por consequência transmitir algum problema ocular pode ajudar bastante a proteger os olhos do seu gato - sem mencionar a sua saúde geral e a sua qualidade de vida.

Biografia da autora:

Jean Marie Bauhaus Contributor Photo

Jean Marie Bauhaus

Jean Marie Bauhaus é uma autora de ficção, escritora e editora freelancer que mora em Tulsa, Oklahoma. Ela escreve frequentemente sobre animais de companhia e a saúde dos animais no escritório da sua casa, juntamente com os seus melhores amigos..