Interpretação de comportamentos comuns de cães & o significado do seu estado de espírito

Publicado por Erin Ollila
minutos de leitura

As ações do seu cão dizem muito sobre o seu humor. E embora possa não ser entendido em linguagem canina – exceto quando saliva - precisa aprender a interpretar o comportamento do seu cão. Já reparou que o seu cão gosta de lamber várias texturas e circular no mesmo sítio à sua frenteHá muitas razões pelas quais um estado de espírito específico ou um problema de saúde faça com que o seu cão adote estes comportamentos. Depois de prestar atenção ao seu comportamento, poderá ajudá-lo.

1. Mau hálito

Os cães não são conhecidos por terem um hálito maravilhoso, mas se notar uma mudança acentuada, talvez seja hora de ir ao veterinário. O seu cão pode ter um problema de saúde oral.

Uma alteração no cheiro da respiração do seu cão também pode estar relacionado com doenças do trato gastrointestinal, hepáticas ou renais. Se o hálito do seu cão cheirar como urina, o seu cão pode ter um problema renal. O hálito com cheiro doce é um sinal para os veterinários de que seu cão pode ter diabetes (especialmente se a ingestão de água e a frequência com que urina tiver aumentado). O seu cão pode parecer feliz, mas se a sua respiração sofrer alterações, deve ter atenção - informe o seu veterinário.

2. Morder

Os cachorros normalmente mordiscam, porque foi o comportamento que aprenderam com os seus pais, para comunicar. Este comportamento surge normalmente quando estão a brincar, dado que os cães mais jovens utilizam a boca para comunicarem e interagirem. Também pode acontecer durante um treino ou simplesmente por nenhuma razão aparente. Se o seu cão está constantemente a mordiscar, é importante fazer com que pare antes que se torne num comportamento problemático.

Os cães mordem quando sentem ansiedade, medo ou são agressivos. Consegue identificar qual é a situação que está a motivar o seu animal de companhia a demonstrar este comportamento? O seu estado de espírito influencia o seu comportamento? Se está com problemas em ensinar ao seu cão a não mordiscar, considere trabalhar com um profissional ou, melhor ainda, com um veterinário especialista na área de comportamento animal. O seu veterinário pode-lhe recomendar um especialista nesta área.

3. Andar em círculos

Cães que não conseguem parar de andar em círculos podem ter um problema de saúde. Sim, às vezes é divertido vê-lo perseguir a cauda, mas se o seu cão não consegue controlar essa compulsão, é provável que exista um problema de saúde por detrás. Infeções do ouvido podem fazer com que andem em círculos contudo a perseguição compulsiva da cauda é frequente em cães de raça bull terrier.

Claro que pode haver outras razões pelas quais o seu amigo está a demonstrar este comportamento. Os cães mais velhos podem sofrer de síndrome vestibular idiopática, e sem querer assustá-lo, todos os cães correm o risco de desenvolver uma intoxicação ou um tumor cerebral. Apenas o seu veterinário pode determinar a causa pela qual o seu cão está com este comportamento, por isso leve-o a uma consulta.

4. Escavar

Os cães escavam no chão por muitas razões: fugir, caçar outros animais, criar um local fresco para se deitarem ou esconder algo importante para eles. No entanto, alguns cães "cavam" dentro de casa também. Já viu o seu cão arranhar as mantas ou o sofá para encontrar o lugar perfeito para se deitar? Esse comportamento ocorre com mais frequência à noite e durante os horários de repouso, e é completamente natural.

Se este comportamento do seu cão começar a incomodá-lo ou começar a destruir os móveis da sua casa, considere trabalhar com um profissional para reduzi-lo.

5. Ingestão de fezes

Os cães ingerem fezes por muitas razões; pode ser um comportamento normal para cães (embora desagradável para nós). O seu cão pode ter observado a mãe a limpar a ninhada (naturalmente ingere fezes como resultado) e imitá-la. Até o medo pode fazer com que o seu cão ingira fezes, por ter medo das consequências. Ou então, pode ser simplesmente curioso. Ele pode sentir determinados aromas nas fezes e questionar-se como será o sabor.

Ingerir fezes também pode ser resultado de uma deficiência nutricional. Alimente o seu cão com alimentos equilibrados, como Hill’s Science Plan, para que possa descartar a má nutrição com motivo para ter desenvolvido este comportamento. Contacte o seu veterinário, especialmente se o seu cão estiver a perder peso.

6. Pressionar a cabeça

Se notar que o seu cão pressiona a cabeça contra a parede ou outro objeto firme, é um comportamento que deve ter a sua atenção. Pressionar a cabeça é um sinal comum de inúmeros problemas graves, como envenenamento ou doença cerebral. Caso observe este comportamento no seu cão, deve marcar uma consulta com um veterinário imediatamente.

7. Respiração ofegante

Os cães eliminam grande parte do calor que sentem pela boca. Quando o seu cão está a arfar, sente-se demasiado quente, e demonstra esse comportamento numa tentativa de regular a sua temperatura corporal. No entanto, também é importante prestar atenção quando o seu cão está com respiração ofegante, porque pode estar com dor. Ajude o seu melhor amigo a regular a temperatura corporal e verifique se ele está bem hidratado antes de qualquer atividade física - especialmente quando está muito calor. Se o seu cão lhe parecer mal, deve levá-lo ao veterinário imediatamente. Existem outros problemas de saúde que podem ter como sinal uma respiração ofegante; portanto, se tiver alguma dúvida, não hesite em entrar em contato com um veterinário.

8. Sentado ao Seus Pés ou Entre Suas Pernas

É muitas vezes confundido com um comportamento possessivo, mas na maioria das vezes é um sinal de ansiedade ou nervosismo. "Dominância" raramente é o problema; o seu cão provavelmente sente-se mais seguro perto de si.

A ansiedade é geralmente um problema sobre o qual deve abordar com um médico veterinário e não com um profissional comportamento e treino animal, para avaliar se o seu cão iria beneficiar de uma consulta com médico veterinário especialista na área de comportamento animal.

9. Arrastar o rabo no chão

Já viu o seu cão arrastar-se pelo chão?... com o rabo? Pode parecer engraçado (ou repugnante). Também designada posição de trenó, significa que há algo que está a incomodar o seu cão na região perianal. É possível que as glândulas anais do seu cão estejam cheias e que seja necessário fazer um esvaziamento manual das glândulas.

Se não sair nada das glândulas anais, pode existir um outro problema. Se for uma alergia o cão irá coçar a região. Embora seja comum culpar os parasitas, esta causa não costuma ter como sinal frequente este comportamento. Verifique com o seu veterinário que está a fazer um plano de desparasitação correto ao seu melhor amigo.

Além disso, um cão que goste de ingerir relva, ou gosta de lamber a casa, pode ter relva ou fios de cabelo presos no ânus, que está a tentar retirar esfregando essa zona no chão. Este é o motivo menos grave para este comportamento, mas a mais fácil de tratar.

10. Urinar

Se o seu cão está habituado a não urinar em casa, pode ser uma surpresa quando o fizer. O comportamento do cão geralmente não muda se motivo. Cães que não tinham o hábito e de repente começam com este comportamento dentro de casa deve ser tido em consideração! Este é um sinal de que algo pode estar errado com o seu melhor amigo, se a frequência com que urina aumentar – mesmo se for no local correto - pode ser um sinal que existe um problema no trato urinário, na bexiga ou nos rins. Se for um cão geriátrico, pode ser um sinal de que o seu cão está com uma disfunção cognitiva.

11. Bocejar

American Staffordshire terrier puppy, white with black eye patch, yawns sitting on wooden boardsEmbora ache que o seu cão precisa de dormir, um bocejar nem sempre significa que esteja cansado. Pode ser um sinal que quer descansar, mas também que está com medo ou em stress. Se o seu cão bocejar inúmeras vezes na presenças de uma pessoa, não force uma introdução. Ele está a captar vibrações que não o fazem sentir confortável ou está com medo por nenhuma razão aparente. Não importa qual seja o caso, uma introdução forçada não é uma boa ideia.

12. Ansiedade pode manifestar-se de diferentes maneiras

Os sinais de ansiedade incluem tremores, esconder a cauda, fugir, defecar em casa, morder ou ferir-se, ladrar e muito mais, de acordo com o PetMD. Por serem tecnicamente animais de companhia, o seu cão pode ficar com medo quando fica sozinho. Como a ansiedade por separação é um problema crónico, irá precisar de criar um ambiente tranquilo quando sair de casa. Considere fazer um longo passeio com o seu cão ou jogar um jogo que exija fisicamente dele, no quintal da sua casa, para cansá-lo antes de sair. Também não deve dar grande importância às suas saídas. Se ainda estiver com problemas com a ansiedade por separação, considere pedir ajuda a um profissional de treino comportamental.

Se o seu cão demonstrar algum destes comportamentos, não hesite em marcar uma consulta no veterinário para descartar se existe algum problema de saúde sistémico. O seu cão social e extremamente enérgico não se torna repentinamente solitário e preguiçoso. Se houve alguma alteração no seu comportamento é porque precisa de ajuda.

Contributor Bio

Erin Ollila Contributor Photo

Erin Ollila

 

Erin Ollila acredita no poder das palavras e em como uma mensagem pode transformar a opinião do público. Pode encontrar os seus artigos tanto na internet como em diversas obras literárias. Erin tem uma vasta experiência profissional em SEO e tudo o que está relacionado com redes sociais. Ela licenciou-se na Universidade de Fairfield com um M.F.A em escrita criativa. Entre em contato com ela no Twitter @ReinventingErin ou saiba mais sobre ela em http://erinollila.com.

 

PRODUTOS RELACIONADOS