O meu cão gosta de receber festas?

Publicado por
minutos de tempo de leitura

Parece existir um íman entre a mão de um ser humano e a cabeça de um cão. Porque é que os cães gostam tanto de receber mimos e onde devemos acarinhá-los? Para responder a estas questões, é importante compreender os sinais que os cães dão antes, durante e depois de uma sessão de mimos. Prepare-se: vamos explorar a ciência por detrás destes carinhos.

Rapariga bebé em vestido de verão a dar mimos ao cão da família

Preparação para a sessão de mimos

Já ouviu dizer "Deixe em paz os cães que dormem"? Embora todos os cães gostem de festas, devem ser os próprios a iniciar a interação. Quer se trate de um novo cachorro, do seu cão mais velho ou de um cão que nunca viu antes, deve sempre tentar perceber se está disposto a receber mimos. Se um cão quiser ser mimado, irá farejá-lo e ficar com as orelhas, a cauda e outras zonas do seu corpo relaxadas. Preste atenção aos ombros "soltos", ao olhar meigo e à boca aberta. Quando começa a abanar-se contra si, é sinal de que está pronto para uma boa sessão de mimos.

Deve primeiro acariciar o cão no peito, no ombro ou na base do pescoço, em vez de mover a mão sobre o topo da sua cabeça. Comece por fazer festinhas vagarosas, como se estivesse a fazer uma leve massagem. Evitar a base da cauda, a zona debaixo do queixo e a parte de trás do pescoço. Definitivamente, não agarre a cara de um cão nem lhe toque as orelhas de forma bruta, uma vez que a maioria dos cães não gosta desse tipo de festas. Quando já tiver confiança com o cão, pode tentar fazer festas noutras zonas e perceber as suas preferências. Quando acabar a sessão de mimos, não se esqueça de usar uma expressão consistente como "pronto, acabou", para que o seu cão não continue a saltar para cima de si ou a aconchegar-se na esperança de mais festas.

Como posso saber se o meu cão me ama?

Os cães querem receber mimos a toda a hora quando ganham confiança? Geralmente, os cães veem as festas como uma forma de ligação com os seus tutores. E, segundo a Blue Cross, isto também é benéfico para o tutor, uma vez que já está comprovado que os cães reduzem a ansiedade e apoiam a tranquilidade. No entanto, os mimos devem ser feitos de uma forma que lhes agrade e os ajude a sentirem-se calmos, amados e seguros. É importante reservar um tempo para acariciar seu cão todos os dias e permitir que outras pessoas o afaguem de uma maneira que goste.

Quando recebe um novo cachorro em casa, é importante conhecê-lo e compreender os seus gostos antes de levá-lo a socializar com outros cães e humanos. Desta forma, poderá recomendar a melhor forma para as pessoas se aproximarem e acariciarem o seu cão, reduzindo a sua ansiedade com desconhecidos. Tenha em mente que alguns cães fazem ligações com certas pessoas mais do que outras, e embora o seu cachorro possa gostar das festas que lhe faz na barriga quando está em casa, pode não gostar quando está na rua e com estranhos.

Encontrar "o" local

Já reparou num cão a mover rapidamente a perna enquanto lhe faz festas? De acordo com a Popular Science, trata-se de um movimento involuntário chamado "reflexo do arranhão", concebido para proteger o seu cão de parasitas e outros potenciais irritantes. Embora possa parecer engraçado ver o seu cão a pontapear, os tutores devem estar cientes de que os cães podem não achar piada. Algumas pessoas pensam que esfregar este ponto na barriga de um cão é aquilo que ele mais gosta. No entanto, na maioria dos casos, os cães preferem deitar-se ao seu lado e receber festas no peito. Uma massagem deve evocar relaxamento e não movimentos involuntários e rápidos, muito semelhantes aos espasmos dos braços ou das pernas em humanos.

Assim, da próxima vez que vir um cão, lembre-se de o deixar iniciar o contacto: comece por fazer festas no peito e nos ombros e deixe-o tomar a liderança sobre quando e como quer a sua sessão de mimos.

Biografia da autora

Chrissie Klinger

Chrissie Klinger

Chrissie Klinger é uma tutora que gosta de partilhar a sua casa com os seus melhores amigos, os dois filhos e com o seu marido. Chrissie gosta de passar tempo com todos os membros da família quando não está a ensinar, escrever ou publicar no blogue. Esforça-se por escrever artigos que ajudem os tutores a terem uma vida mais ativa e significante com os seus animais.

Artigos relacionados