Os cães e os gatos podem comer abacate? É seguro?

Publicado por Erin Ollila
minutos de tempo de leitura

Encontre alimentos que atendam às necessidades do seu animal de estimação

Encontre alimentos que atendam às necessidades do seu animal de estimação

Encontre alimentos que atendam às necessidades do seu animal de estimação

O abacate tornou-se popular nos últimos anos. Atualmente, pode ser encontrado em todo o lado: desde o guacamole tradicional nas tortilhas a abacate cortado em torradas, smoothies ou até mesmo para barrar no pão. Enquanto humanos, somos ensinados que esta fruta possui muitos benefícios para a nossa saúde. Se é um tutor de um animal de companhia, é natural perguntar-se: O meu cão ou gato pode comer abacate?

Se um alimento que gosta é saudável, pode ter vontade de o partilhar. No entanto, alguns alimentos podem ser prejudiciais ao seu melhor amigo. Vamos aprender mais sobre a relação dos nossos animais de companhia com este alimento popular.

Os cães e os gatos podem abacate?

Contrariamente a alguns alimentos perigosos para animais de companhia (ver: chocolate), a resposta a esta questão é mais delicada do que um simples "sim" ou "não". Se o seu animal de companhia consumir uma quantidade muito pequena de abacate, é muito provável que não seja afetado. No entanto, se um cão ou um gato consumir mais abacate do que o seu corpo pode aguentar, pode entrar no território das toxinas. Resumindo, se comprar abacate para si, é melhor que o mantenha longe do seu animal de companhia.

Porque é que o abacate pode ser perigoso?

De acordo com a Mis Animales, o abacate é tóxico para os cães uma vez que "as plantas de abacate contêm uma substância chamada Persina nas suas folhas, frutos e sementes e pode causar vómitos e diarreia nos cães."

Está a questionar-se se os gatos podem comer abacate? A resposta é semelhante: Não é aconselhável. Não é apenas o "recheio" do abacate que contém persina. Aliás, cada parte do abacate — o caroço, o recheio e até mesmo as folhas — podem potencialmente envenenar o seu animal de companhia. Embora a quantidade de persina seja desconhecida, existem alguns efeitos secundários que o Experto Animal observou em animais de companhia que consumiram grandes quantidades da toxina, tais como vómitos, diarreia, problemas gastrointestinais e lesões musculares cardíacas.

Gatinho come abacate maduro. Foco suave.

O abacate tem também outros riscos não relacionados com toxinas. É um ingrediente com um alto teor de calorias que pode causar um aumento de peso significativo mais rápido do que esperado no seu animal de companhia, se consumido em grandes quantidades. E o caroço pode fazer com que asfixiem caso o engulam. Embora seja provável que o caroço do abacate seja demasiado grande para a boca do seu gato, tem de ter cuidado se tiver um cão de raça grande, pois pode pensar que o caroço é um brinquedo.

O meu animal de companhia comeu abacate, o que devo fazer?

Já sabemos que consumir abacate em grandes quantidades pode ser perigoso para cães e gatos. Se o seu animal de companhia ingeriu abacate, pode estar preocupado e a perguntar-se: Os cães podem comer abacate em pequenas quantidades? E o meu gato?

Se o seu animal de companhia consumiu abacate — ou um alimento que contenha abacate, como guacamole — não entre em pânico. A primeira coisa a fazer se o seu cão ou gato consumiu o fruto é remover qualquer resto do alimento que ainda esteja na sua boca. Seguidamente, contacte o seu veterinário e informe-se de como deve proceder. Se possível, aponte a quantidade de abacate que acredita que o seu animal de companhia consumiu para poder partilhar esta informação com o seu veterinário. Se o seu animal de companhia consumiu um alimento que contenha abacate, tente anotar todos os outros ingredientes caso existam outras toxinas a considerar quando pedir conselhos.

Resumindo, os animais de companhia podem comer abacate? É melhor não experimentar intencionalmente. Além do mais, se não partilhar vai ter mais para si!

Lembre-se de que existem muitos outros alimentos que pode dar ao seu animal de companhia, como recompensa para reforçar o vosso laço, sem colocar a sua saúde em risco. Considere oferecer ao seu animal de companhia uma guloseima saudável como peru ou frango, ou até mesmo uma fruta como a melancia. O seu animal de companhia agradece-lhe, e a sua barriga também.

Biografia da autora

Erin Ollila

Erin Ollila

Erin Ollila é uma entusiasta de animais de companhia que acredita no poder das palavras e como uma mensagem pode informar, e até mesmo transformar, o seu público-alvo. A sua escrita pode ser encontrada na Internet e nas livrarias e inclui entrevistas, escrita-fantasma, publicações em blogues e jornalismo literário. Erin é uma especialista em SEO e em tudo o que diz respeito a redes sociais. Graduou-se na Universidade de Fairfield com um M.F.A em Escrita Criativa. Siga-a no Instagram @ErinOllila ou obtenha mais informações em http://erinollila.com.

 

Revisto pelo Dr. Hein Meyer, DVM, PhD, Dipl-ECVIM-CA e Brana Bonder, B.S, M.S

Artigos relacionados

  • Alimentos de natal que deve evitar dar ao seu cão

    O Natal é um momento para compartilhar com o seu melhor amigo, porém é fundamental saber com o que é que podemos recompensá-lo. Existe muitos alimentos que podem fazer mal ao seu cão e como sabemos que não o quer ver a vomitar durante a noite de natal (ou outro momento) vamos mostrar quais os alimentos que deve evitar compartilhar com ele. Porém, isto não significa que a diversão tenha terminado! Pode sempre ler algumas receitas caseiras para premiar o seu melhor amigo.
  • Água

    A água é o nutriente mais importante e essencial à vida.
  • Em que momento o meu cachorro se torna num cão adulto?

    O seu cachorro está a tornar-se adulto? Pode ser difícil de saber.
  • As necessidades nutricionais de um cão, desde cachorro a cão sénior

    Quando adotou o seu primeiro cão, dedicou tempo a pesquisar e a falar com o veterinário sobre as suas necessidades nutricionais antes de escolher a sua alimentação.

Produtos relacionados