Obstipação em cães e gatos

Publicado por
minutos de tempo de leitura

Embora os vómitos e a diarreia sejam normalmente fáceis de identificar nos nossos cães e gatos, a obstipação pode passar facilmente despercebida. Além disso, ao contrário dos vómitos e diarreia, a obstipação poderá não parecer algo com o qual nos tenhamos de preocupar muito. No entanto, pode ser um sinal de outros problemas, pode fazer o seu cão ou gato sentir-se desconfortável e até mesmo deprimido, pelo qual deve ser tratado. Neste artigo, vamos analisar o que causa a obstipação em cães e gatos, como pode identificar se o seu animal está com obstipação e qual é a melhor forma de mitigar a obstipação ou a colite nos cães e gatos.

O que causa obstipação em cães e gatos?

A obstipação é quando ocorre uma acumulação de fezes no cólon e o animal de companhia tem dificuldade em defecar. Poderá haver uma série de causas, dependendo do animal. Por vezes, o seu cão ou gato poderá ter ingerido algum alimento que tenha feito com que as fezes fossem muito mais firmes do que o normal. Pode ser pão, ossos ou até mesmo objetos estranhos, como meias, que conseguiram passar pelos intestinos mas depois ficaram presos.  

Às vezes, por algum motivo, os seus movimentos intestinais diminuem. Isto significa que as fezes passam mais tempo nos intestinos e é há uma maior perda de água pelos intestinos. As fezes ficam muito secas e duras e podem ser difíceis de expelir. Se não for tratado, isto poderá tornar-se no que designamos por prisão de ventre (obstipação). Isto é quando um animal não consegue expulsar as fezes e os intestinos nunca esvaziam, o que poderá tornar-se numa emergência real. Um exemplo clássico é designado por megacólon nos gatos. Determinados gatos, como os siameses, estão predispostos a esta doença e pode ser um grande problema.

A obstipação também pode ocorrer devido a algo presente no abdómen que esteja a pressionar os intestinos e a impedir fisicamente a expulsão das fezes. Por exemplo, uma glândula da próstata aumentada ou um tumor. Por isso, como sabe se o seu gato ou cão está obstipado?

Sinais de obstipação em cães e gatos.

A obstipação, obviamente, é identificada quando um cão ou gato tenta fazer as suas necessidades, mas não sai nada. Tendem a fazer pressão e a colocar-se na posição para expulsar as fezes, mas não conseguem. Por vezes, expulsam um pequeno pedaço ou pode ver muco se o cão ou gato tiver colite. Se o seu gato usa a rua para fazer as necessidades, poderá ser muito difícil ver que está obstipado até começar a sentir-se realmente inchado e desconfortável.

A maioria de nós já teve obstipação a determinada altura e conseguimos perceber essa sensação de inchaço quando a acumulação é excessiva. A obstipação, durante vários dias, pode realmente fazer com que nós, e os nossos gatos e cães, nos sintamos realmente desconfortáveis e doentes.  

O que dar a um cão ou gato obstipado.

Como já foi referido, a obstipação muitas vezes não é um problema grave e pode resolver-se por si, após um dia ou dois. Pode ajudar aumentar a água na dieta do seu animal, começando a misturar água no alimento seco ou adicionar água ao alimento húmido. Dar um alimento com elevado teor de fibra, por vezes, também pode ajudar, mas aconselhe-se sempre com o seu veterinário antes de mudar o alimento do seu animal de companhia, pois em alguns casos, como megacólon numa fase mais avançada ou impactação óssea, a fibra pode na realidade agravar. Também há alguns medicamentos para animais que podem ajudar. O mais importante é não deixar prolongar o problema durante muito tempo, porque se existir uma causa subjacente, quanto mais tempo deixar passar, mais sinais poderão surgir. Particularmente, se parecer que o seu gato ou cão está com dores, deprimido ou confuso ou se observar sangue, deve levá-lo ao veterinário o mais rapidamente possível. Deve fazer o mesmo se a obstipação for recorrente.

Alguns tutores preocupam-se por estarem a desperdiçar tempo no veterinário, mas como menciono sempre, é preferível observar um animal por nenhum motivo do que possivelmente algo passar despercebido e descobrir-se demasiado tarde. Os médicos veterinários não existem apenas para a saúde e bem-estar do seu animal, mas também para lhe dar tranquilidade, pelo que se tiver alguma dúvida ou questão não hesite em perguntar.

Biografia da autora

Dr. Emma Milne

A Dra. Emma Milne formou-se em Medicina Veterinária em 1996. Trabalhou numa pequena clínica durante 12 anos, sendo que durante sete anos exerceu nutrição clínica. É bem conhecida pelo seu trabalho na área do bem-estar animal e escreveu dez livros sobre animais de companhia.

Artigos relacionados

Produtos relacionados