Nutrição para pele e pelo saudáveis

Publicado por
minutos de leitura

Existem muitas marcas de alimentos para animais de companhia que publicitam os seus produtos alimentares para cães ou gatos para um pelo saudável, mas como poderá saber qual fornece a nutrição adequada ao seu animal? Como tutor responsável, o que mais quer é dar ao seu cão ou gato alimentos que o ajudem a ter um bom desenvolvimento. Procurando alguns pontos chave num rótulo de um alimento para animais de companhia pode saber se o alimento que escolheu tem algum tipo de benefício. Contudo, a escolha de um alimento para cães ou gatos para pelo saudável não é a única forma de garantir que a pele e o pelo do seu animal de companhia permanecem nas melhores condições. Descubra como a nutrição, os fatores ambientais e os cuidados de grooming podem manter o seu animal de companhia com um aspeto elegante e proporcionar-lhe uma sensação de bem-estar.

Gatinho laranja a coçar a orelha com a pata posterior.

Desesperado para encontrar o alimento perfeito?

Talvez o seu cão ou gato já tenha mostrado sinais de pele sensível ou comichão, ou talvez pretenda mudar para um alimento que promova uma boa saúde geral, incluindo pele e pelo. Independentemente do motivo, tente não se centrar unicamente em um ou dois ingredientes ou necessidades chave. Alguns tutores procuram elevados teores de gordura nos alimentos para cães ou gatos para pelo saudável. Embora alguns ingredientes como o óleo de peixe sejam, por exemplo, comuns em alimentos para gatos para pelo saudável, o seu melhor amigo ainda necessita de um bom equilíbrio de vitaminas, minerais, proteínas e hidratos de carbono. A verdade é que uma refeição equilibrada será por si só suficiente para proteger a maioria dos gatos e cães contra problemas de pele e pelo. A beleza começa realmente pelo interior.

Se verificar os ingredientes e perfis nutricionais indicados nas embalagens de ração do seu animal de companhia, aqui estão alguns dos nutrientes mais comuns que ajudam a promover uma pele e pelo saudáveis em animais de companhia:

  • Ómega-6: este nutriente é um ácido gordo que ajuda a proporcionar brilho ao pelo do seu animal de companhia e a substituir os óleos essenciais na sua pele.
  • Ómega-3: este nutriente, tipicamente encontrado em ingredientes como o óleo de peixe, tem um efeito anti-inflamatório que pode ajudar a aliviar a comichão ou a inflamação da pele. É um ingrediente comum em alimentos para cães com alergias.
  • Biotina: esta vitamina do complexo B ajuda a promover um crescimento saudável dos tecidos.
  • Cobre: este nutriente ajuda a manter a cor do pelo e mantém-no macio e brilhante.
  • Vitamina E: esta vitamina é um antioxidante natural que ajuda a proteger a pele do seu animal de companhia contra os radicais livres que podem danificar as células cutâneas.

No entanto, se tiver a alimentar o seu animal de companhia com um alimento de qualidade, com um bom equilíbrio de nutrientes, e ainda notar pele seca, escamação ou pelo sem brilho, poderá ser a altura de falar com o seu veterinário. O seu animal de companhia poderá precisar de uma mudança de alimento ou de ingredientes. Contudo, nunca faça quaisquer alterações sem antes falar com o seu veterinário.

A primeira coisa a procurar num alimento para animais de companhia que promova uma pele e pelo saudáveis é que seja elaborado com ingredientes de elevada qualidade e que promova uma nutrição completa e equilibrada. Estes aspetos, por si só, podem ajudar a promover um pelo mais brilhante. Se o seu animal de companhia se estiver a coçar muito ou apresentar problemas de pele persistentes, será boa ideia falar com o seu veterinário para ajudar a definir os próximos passos. Este poderá ajudar a determinar a causa do prurido e recomendar um alimento formulado para pele sensível ou para promover uma pele e um pelo mais saudáveis.

Qual o aspeto de um pelo saudável?

Que sinais deve procurar num pelo saudável? Antes de mais, deve conhecer as características únicas do seu animal de companhia. Certifique-se de que faz um controlo completo diário, tanto para cães como para gatos, e que escova o seu animal de companhia pelo menos uma vez por semana. Para os cães, a escovagem mais frequentemente (até diariamente) ajuda a espalhar óleos naturais por todo o pelo e a desembaraçá-lo. Os gatos (e o seu tapete) também beneficiam da redução das bolas de pelo e do tempo de carinho que recebem quando são escovados.

Os gatos são animais que se dedicam meticulosamente à auto-higienização, pelo que um pelo emaranhado pode ser sinal de que o seu gatinho não está no seu melhor. A presença de osteoartrite pode estar a provocar dor nas articulações e a impedir o seu gato de lamber algumas zonas, e um pelo sem brilho, oleosa ou emaranhado pode também apontar para problemas de saúde ou falta de nutrientes essenciais. Um gato em stress pode também lamber-se em excesso e acabar por arrancar porções do seu próprio pelo.

A necessidade de grooming para os cães tende a variar consoante o seu tamanho e raça. A Experto Animal explica que um cão com pelo comprido ou muito pelo, como um husky, pode precisar de ser escovado diariamente, ao passo que um dachshund de pelo curto pode ser preciso apenas uma escovagem semanal. A Experto Animal afirma que é melhor deixar o máximo de tempo possível entre banhos para evitar secar a pele sensível do seu cão. A não ser que estejam particularmente sujos ou que estejam em contacto com algo com mau odor, esta recomenda que se deixem os óleos naturais existentes no pelo do seu cão fazer maior parte da sua função. Os cães com pele mais fina e de cor clara também podem ser mais suscetíveis a irritações de pele como picadas de insetos, alergias sazonais e, segundo a Animal's Health, queimaduras solares. Se tiver um animal de companhia de raça indeterminada adorável, a leitura de algumas diretrizes sobre como cuidar de pelo curto e comprido pode ajudar a estabelecer uma base de referência.

Ao escovar o seu gato ou o seu cão, tenha em atenção ao seguinte:

  • Queda de pelo ou zonas sem pelo
  • Pele seca, vermelha ou irritada
  • Feridas ou áreas com pele seca
  • Oleosidade
  • Manchas de tamanho pequeno pretas ou brancas, que podem ser carraças ou ovos de pulga

Se não verificar a presença de nenhum dos pontos acima, é provável que o seu animal de companhia tenha um pelo saudável. No entanto, se notar algum dos sinais indicados, é altura de aprofundar a verificação para determinar a causa dos problemas de pelo do seu animal de companhia.

Cão laranja e branco de pelo comprido a ser escovado.

Continua a coçar a cabeça? Fale com o seu veterinário

Se notar que o seu animal de companhia coça as orelhas ou lambe-se constantemente, é possível que algo no ambiente lhe esteja a provocar uma irritação. O seu veterinário poderá observar o estado do pelo e da pele do seu animal de companhia e determinar se são necessários exames adicionais. Para cães com irritação e comichão na pele, o Experto Animal explica que o seu veterinário procurará causas comuns como parasitas (pulgas, carraças ou ácaros), infeções bacterianas, infeções fúngicas, alergias sazonais ou irritantes ambientais. Pode ajudar o seu veterinário a reduzir as possibilidades, fazendo um inventário de quaisquer novos produtos de limpeza, ambientadores, perfumes ou detergentes que tenha introduzido em sua casa, bem como quaisquer alterações que tenha feito à rotina do seu animal de companhia como, por exemplo, um novo percurso de caminhadas. Dependendo da causa, o seu animal de companhia poderá necessitar de soluções como medicamentos anti-bacterianos, champô antifúngico ou anti-histamínicos.

Se o seu veterinário excluir todos os fatores externos, poderá recomendar a revisão do alimento atual e anterior do seu animal de companhia. Este poderá sugerir que lhe dê um alimento especial para verificar se o seu animal de companhia tem algum tipo de intolerância alimentar ou alergia, ou indicar a suplementação com uma vitamina, antioxidante ou ácido gordo em falta. Uma vez que a nutrição desempenha um papel fundamental ao nível da saúde da pele e do pelo, é importante continuar a dar ao seu cão ou gato quaisquer refeições especiais recomendadas pelo seu veterinário. Mesmo que o problema apresente melhorias, não volte a outros alimentos sem antes questionar o seu veterinário. Não passe meses ou anos à procura de um alimento para cão para um pelo saudável; leve o seu animal de companhia ao veterinário de modo atempado e frequente para tratar quaisquer problemas ao nível da pele e do pelo.

É o início de um futuro saudável para o seu animal de companhia, por dentro e por fora. Através de uma boa nutrição, cuidados adequados e visitas regulares ao veterinário, pode manter o pelo e a pele do seu cão ou gato saudáveis e vibrantes durante anos.

Biografia da autora

Chrissie Klinger

Chrissie Klinger

Chrissie Klinger é uma tutora que gosta de partilhar a sua casa com os seus melhores amigos, os dois filhos e com o seu marido. Chrissie gosta de passar tempo com todos os membros da família quando não está a ensinar, escrever ou publicar no blogue. Esforça-se por escrever artigos que ajudem os tutores a terem uma vida mais ativa e significante com os seus animais.

Artigos relacionados