Biologia preditiva: A ciência por detrás dos nossos alimentos para animais

Publicado por
minutos de tempo de leitura

Como a maioria dos temas atualmente, a nutrição dos animais de companhia tornou-se um pouco polarizada. Com tantas tendências e alterações na alimentação dos animais de companhia, pode ser difícil saber em quem confiar. Tudo o que queremos é o melhor para o nosso cão ou gato. Porque parece tão difícil?

Nós entendemo-lo. O compromisso da Hill's não assenta nas tendências em que apostam os nossos concorrentes, mas sim nos dados científicos recolhidos durante anos de investigação veterinária e nutricional. Todos os alimentos para animais da Hill's são fruto da colaboração entre veterinários, cientistas e nutricionistas, garantindo que estamos a fornecer o melhor alimento para o seu cão ou gato.

O que significa realmente tudo isto? Tudo começa com um processo conhecido como biologia preditiva. Se não é cientista ou nutricionista, não se preocupe: explicamos-lhe o processo de elaboração de alimentos saudáveis baseados em biologia.

Investigação

Vet and vet tech look at orange kitten on table.

Antes de elaborar qualquer alimento para cães ou gatos, consultamos o nosso interminável estudo da biologia dos animais de companhia. Tal como acontece com os seres humanos, a biologia dos cães e gatos determina como vive e evolui o seu animal de companhia até à fase adulta. A aprendizagem sobre os processos internos, os órgãos, o sistema neurológico, o sangue, a reprodução, o desenvolvimento e as doenças de um animal de companhia revela-se essencial para desenvolver uma nutrição que otimize a sua saúde e bem-estar.

É aqui que entra em jogo a biologia preditiva, uma abordagem abrangente para conhecer a biologia do seu animal de companhia. Estudamos como os diferentes ingredientes e nutrientes desempenham um papel essencial na biologia dos animais de companhia e determinamos como intervêm nos seus processos biológicos. Podemos dividir esta investigação em três diferentes áreas:

Genética

Como explicaria qualquer professor de ciências do ensino secundário, os genes (formados por ADN) são o código ou as instruções necessárias para produzir as proteínas e moléculas essenciais para o crescimento, o desenvolvimento e a saúde dos seres vivos. O ADN influencia o tamanho do seu cão, a cor do seu gato, os problemas de saúde a que o seu animal pode estar predisposto e muitos outros fatores. O estudo da composição genética dos animais de companhia permite-nos compreender que partes do seu ADN estão associadas a determinadas características e que papel desempenham na saúde de um cão ou gato.

O ADN de um animal de companhia também desempenha um papel significante na nutrição. Influencia as hormonas, as enzimas e as proteínas que contribuem para o desenvolvimento de órgãos e tecidos, digestão de alimentos e controlo do seu metabolismo. A investigação genética ajuda-nos a determinar como reagirá um animal a certos ingredientes e nutrientes. Esta investigação indica-nos como o seu animal de companhia metaboliza (decompõe) determinados alimentos e outros não. Por exemplo, um ser humano deve à genética o facto de poder desfrutar de um chocolate delicioso, mas para um cão ou gato o mesmo pode ser tóxico.

Portanto, como é que estudamos o ADN de um animal de companhia? Começamos por retirar uma amostra do interior da bochecha de um cão ou gato e observamos as células. Com a ajuda de alguns instrumentos sofisticados, somos capazes de extrair o ADN das células e estudá-lo. Através de um mapeamento cuidadoso, somos capazes de determinar que partes do ADN de um animal de companhia afetam cada característica na sua biologia. 

Genómica

A genómica é o estudo de como os ingredientes e nutrientes afetam os genes de um organismo vivo - no caso da Hill's, os animais de companhia. Certos nutrientes e ingredientes podem modificar a atividade ou a expressão dos genes, pelo que é importante estudar este aspeto antes de formular um alimento para animais.

Podemos comparar o método genómico com o funcionamento de um atenuador de luz: observamos que nos nutrientes influenciam a atividade dos genes numa via metabólica, seja diminuindo ou aumentando-a, como ocorreria com a luz. Ao estudar a forma como reagem os genes aos diferentes nutrientes, podemos determinar os efeitos biológicos das fórmulas dos nossos alimentos para animais. Como fazemos isto? Observamos os efeitos dos ingredientes e nutrientes na expressão dos genes, seja em células cultivadas em laboratório ou alimentando o animal de companhia.

Vet and vet tech examine a beagle on medical table.

Tudo isto ajuda a determinar que ingredientes e nutrientes deve conter cada alimento nosso.

Microbioma

O último método de investigação na compreensão da biologia de um animal de companhia é o estudo da microbiologia - o estudo de como as bactérias dentro do seu animal de companhia afetam a sua saúde. Ao fim ao cabo, não estamos apenas a alimentar o seu melhor amigo - estamos também a alimentar as bactérias dentro de si.

Como todos os organismos vivos, os cães e os gatos têm milhões de bactérias que crescem no interior e exterior do seu corpo; nesta comunidade de bactérias, algumas têm efeitos positivos para o animal de companhia, outras não. Ao estudar estes minúsculos microrganismos, podemos determinar que bactérias são importantes e o que estão a fazer e se têm um efeito positivo ou negativo na saúde do seu animal de companhia.

Em que consiste este processo? Normalmente começamos por recolher amostras de fezes para examinar as bactérias encontradas no seu interior. Isto dá-nos um bom exemplo dos microrganismos que vivem dentro do trato gastrointestinal de um animal de companhia. Os microrganismos são então mapeados contra uma base de dados global de bactérias conhecidas.

Ao conhecer os microrganismos que habitam no interior do seu animal de companhia, podemos formular alimentos saudáveis que favorecem as bactérias benéficas de que um animal precisa e que influenciam o microbioma para o ajudar a manter-se saudável.

Formulação

Os dados compilados pelos nossos cientistas e nutricionistas são a base de como criamos os alimentos Science Plan®. Seja para controlar as bolas de pelo do seu amigo felino ou apoiar uma atividade cerebral saudável do seu cão mais velho, a biologia preditiva é o que nos permite elaborar alimentos eficazes.

Vet tech pooring food from scoop into food bowl.

Mas os alimentos saudáveis também devem ser deliciosos. Por isso, tentamos compreender o que os animais de companhia gostam de comer para garantir que os nossos aliemntos têm um sabor delicioso. Os cães e os gatos são os nossos consumidores. Quando desenvolvemos produtos nutricionais inovadores, realizamos provas de preferência no nosso Global Pet Nutrition Center (PNC) para que sejam os cães e os gatos a decidir a melhor fórmula. Os nossos animais no Pet Nutrition Center contam com um maravilhoso lar e os melhores cuidados. Fornecemos aos nossos animais de companhia, nutrição de qualidade, exercício físico e mental, excelentes cuidados veterinários, socialização com outros animais de companhia e pessoas e muito amor todos os dias. Acreditamos que a capacidade de escolher e ter flexibilidade na forma como passam o seu tempo livre é importante para a sua saúde e bem estar em geral. Muitos dos nossos animais participam em avaliações de preferências gustativas onde lhes é permitido escolher entre uma de duas refeições e decidir qual preferem. Isto ajuda os nossos criadores de produtos a elaborar alimentos que sejam nutritivos e deliciosos.

Independentemente do alimento que dá ao seu cão ou gato, sabemos que o ama e que quer o melhor para ele. Este é o sentimento que fez nascer a Hill's Pet Nutrition há mais de 70 anos, e é por isso que passamos maior do tempo a pesquisar e a inovar novas formas de tornar o seu animal mais saudável e mais feliz. Os alimentos Science Plan baseiam-se na biologia para oferecer uma nutrição que irá conquistar o seu cão ou gato.

Artigos relacionados

Produtos relacionados